Blog

Os 8 indícios do alcance do Lean Thinking por toda a organização

20/12/2016

Ao desenvolver equipes na filosofia Lean, como é possível identificar que as pessoas realmente entenderam os conceitos envolvidos? Quais são os indícios do alcance do Lean Thinking? Será que está ocorrendo uma mudança de comportamento na equipe? Em que ponto percebe-se a interação com autonomia em seus processos?

As pessoas não alcançam o entendimento das coisas ao mesmo tempo e nem na mesma ordem. Além disso, é mais difícil ficar impressionado com que é dito do que com o que é realmente visualizado e feito.

Vamos então conhecer na prática essa linha de raciocínio Lean. Antes de prosseguir porém, recomendamos que se você ainda não fez, leia esse artigo aqui para um maior entendimento do que vem a seguir.

Os 8 Indícios do alcance do Lean Thinking

Na prática diária no chão de fábrica, podemos claramente perceber alguns indícios do alcance do Lean Thinking. Sinais estes vistos por parte de toda a organização, incluindo gestores e colaboradores. Acompanhe a partir de agora quais são esses sinais.

Primeiro Sinal

O primeiro sinal que temos de que o pensamento Lean está se disseminando na equipe, é quando esta, assume algum indicador que demonstre seu desempenho.    

Idealmente seria a satisfação do cliente, mas nos estágios iniciais, é um pouco difícil exprimir e buscar o entendimento deste aspecto, pois existem vários departamentos dentro da gestão da organização, que tornam complexa a maneira de traçar esta ligação.

Por isso, uma suposição mais segura seria o estabelecimento do prazo de execução. Pode ser, por exemplo, um indicador inicial de desempenho. Ele deve ser escolhido para ser monitorado pela equipe.

Assim, quando um time se compromete a entregar no prazo, ele passa a perseguir este indicador. Não apenas pelo trabalho única e simplesmente.

Dessa maneira, as chances deles começarem a assumir a responsabilidade pelos resultados do funcionamento do processo, passa a ser um primeiro sinal. 

Quando a equipe chegar mesmo a criar uma forma visual de monitorar este indicador e discutir diariamente este desempenho, podemos até a assegurar que o pensamento Lean se tornou mais enraizado. 

Segundo Sinal

Um segundo indício do alcance do Lean Thinking é evidente quando no desenrolar de qualquer reunião em uma sala, debatendo-se um problema qualquer, seus participantes pararem, levantarem-se e se dirigirem ao Gemba, para que no local da ocorrência do problema, a reunião continue.

Este é um sinal importante porque será quando a equipe progressivamente migrará do “Quem?” para o “Por Quê?”.

Terceiro Sinal

O terceiro sinal se mostra quando os gestores e as equipes entenderem o impacto da perda de desempenho no dia-a-dia e a frustração de não conseguir a produtividade almejada.

Passando assim a examinar os problemas observados no Gemba. Perceber que, como o não acertar na de primeira vez em qualquer processo, tem um forte impacto na ocorrência de retrabalhos.  

Quarto Sinal

Depois disso, o quarto sinal será o de investir mais na Gestão Visual. Isso permitirá que, num rápido passar de olhos, se possa perceber se a situação no momento está normal ou anormal.

Só assim a atenção não estará em colar gráfico em PowerPoint nas paredes.

Quinto Sinal

O quinto sinal pode-se dizer que ocorrerá após as primeiras ondas de rajadas Kaizen serem realizadas.

Os próprios líderes de equipe irão propor espontaneamente os próximos tópicos de Kaizen. E estes, ao invés de ficarem cada vez maiores, ficaram menores. A ponto de começarem à criação de Trabalho Padronizado.

Sexto Sinal

sexto sinal, aparece quando se percebe que as equipes não mais buscaram explicar que não puderam alcançar o seu desempenho por este ou aquele motivo. Ou que estava além do seu alcance e controle. Eles passarão a estudar e alterar os seus próprios métodos de trabalho.

Sétimo Sinal

O sétimo sinal ficará na percepção de mudanças na gestão entre os departamentos da organização. Mostrando que questões maiores também poderão ser resolvidas, sem necessidade de arrancar a força a mudanças necessária. Entendendo o que os clientes realmente necessitam em oposição ao o que o sistema nos diz que deve ser feito.

Oitavo Sinal

O que nos leva ao oitavo sinal, que será a capacidade da Diretoria de ampliar sua visão e olhar e acatar as sugestões e questionamentos. A aceitação de uma sugestão individual é o sinal definitivo de que a Diretoria escuta e acredita no Lean.

O pensamento Lean supera a concorrência

indícios do alcance do Lean Thinking e o trabalho em equipe.

Acredito que o fluxo de idéias e sugestões para realizar kaizen’s é o que faz uma organização Lean superar seus concorrentes.

O fluxo de idéias kaizen significa também que os padrões Lean são compreendidos e dominados por cada pessoa da organização. Com isso e tudo o que foi exposto nesse texto, percebemos os principais indícios do alcance do Lean Thinking.

Entendemos assim que isso é o que realmente devemos procurar: um fluxo contínuo e inesgotável de kaizen’s. Este fluxo é direcionado para a melhoria do desempenho, através do envolvimento de todo mundo o tempo todo, em melhor observação, melhor discussão e maior domínio do seu trabalho.

José Augusto Vianna Duarte

Consultor Associado – Black Belt Seis Sigma